oakley glasögon abercrombie madrid nike stefan janoski baratas canada goose københavn nike air force polo ralph lauren outlet nike free flyknit asics sneakers gafas de sol oakley baratas barbour españa canada goose sale woolrich parka adidas sneakers air jordan skor hollister sydney nike air max new balance rea cinturon hermes timberland canada converse schoenen

beats by dr dre beats kopfhorer thomas sabo charms sale links of london charms moncler jacket r4 cards
Pesquisadores desenvolveram membrana cicatrizante com propriedades antioxidantes e antienvelheciment
 (11) 5061-5282
Notícias

Pesquisadores desenvolveram membrana cicatrizante com propriedades antioxidantes e antienvelheciment

03/01/2017

Pesquisadores da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade Estadual Paulista (Unesp) em Araraquara desenvolveram uma membrana cicatrizante, com propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, que previnem o envelhecimento da pele. O composto é feito com subtâncias encontradas na casca do barbatimão, árvore típica do cerrado, e o látex extraído da seringueira. Os primeiros resultados dos testes em humanos são animadores e cada membrana custa R$ 0,20. “O látex, sozinho, é utilizado, já foi utilizado no mercado. O nosso diferencial é trabalhar com o extrato de barbatimão associado a essa membrana”, explicou o pesquisador Matheus Miranda. Testes Ao todo, 45 pessoas passaram pelos testes em postos de saúde e clínicas de repouso em Assis. No primeiro grupo, de pacientes que usaram só a membrana de látex, uma ferida de quatro anos foi cicatrizada em três meses. Cada membrana custa cerca de R$ 0,20, segundo pesquisadores (Foto: Paulo Chiari/EPTV) No segundo grupo, o tratamento foi feito apenas com gel de barbatimão. Depois de três meses, uma ferida de seis anos não ficou totalmente cicatrizada. Já no terceiro grupo, dos pacientes que usaram a nova membrana, os pesquisadores observaram os melhores resultados. Uma ferida de 11 anos fechou totalmente nos mesmos três meses. O professor Rondinelli Herculano explicou o porquê da diferença. “Há a formação de vasos sanguíneos, a angiogênese, e esses capilares vão irrigar as novas células para que haja a proliferação e a regeneração da pele”, disse. “Comparando com o grupo controle, que seria o látex sozinho, com a associação a gente teve uma melhora em torno de 50% a 60% na regeneração”, completou. Segundo ele, o produto pode ser usado em vários tipos de ferimentos. “Escaras de decúbito, que são aquelas feridas no cóccix, as úlceras de pressão, que são as úlceras devido ao contato que a pessoa tem na cama ou na cadeira de rodas, também as úlceras de diabetes, que em muitos casos levam até à amputação de membros, e queimaduras”. E a membrana tem ainda outra vantagem. “O látex natural também pode ser usado para regeneração óssea. Ele funcionaria como uma barreira para o tecido ósseo que estimularia a regeneração dele, impedindo que as células do tecido em volta invadam a ferida”, disse o pesquisador Felipe Azevedo Borges. Expectativa Segundo os pesquisadores, ainda vão ser realizados outros testes clínicos e a previsão é de que o novo curativo chegue ao mercado em cinco anos. Fonte: G1

Tags:



Voltar

mais 
rguimaraes

Mapric

Av. Doutor Gentil de Moura, 194
Ipiranga - São Paulo/SP
Fone/Fax: (11) 5061-5282

Minhas Cotações

Visite a página Produtos para adicionar itens na sua cotação.
� 2007-2017 MAPRIC - Produtos Farmacêuticos e Cosméticos - Todos os direitos Reservados